25.3 C
Salvador
sexta-feira, maio 27, 2022
InícioBrasilBahia"A Bahia está entregue à criminalidade e o Estado está omisso", diz...

“A Bahia está entregue à criminalidade e o Estado está omisso”, diz Heckel Pedreira

Comentando a série de assaltos e homicídios que a Bahia tem registrado nos últimos dias e que tem gerado pânico na sociedade, o empresário e pré-candidato a deputado federal Heckel Pedreira (PTB) disse que o estado está entregue à criminalidade e classificou a gestão do Governo baiano como “omisso”.

Para Heckel, o governador Rui Costa (PT) “tira a responsabilidade que é dele e coloca no Governo Federal”. O empresário ainda fez duras críticas ao secretário de Segurança Pública, Ricardo Mandarino.

“O governador e o seu secretário seguem colocando a responsabilidade por essa série de crimes no presidente Bolsonaro e se isentam da culpa da má gestão do Estado. O senhor Ricardo Mandarino, inclusive, já disse que o Governo Federal é o grande responsável por estes crimes pela defesa da política armamentista. Isso é um absurdo. Ele também já defendeu a regulamentação das drogas, dizendo que a maioria das pessoas que usam maconha só fazem o uso para relaxar. O governador não fica atrás, e já falou à imprensa que o tráfico gera emprego para jovens”, disse Heckel.

O empresário lembrou que o antecessor de Mandarino, Maurício Barbosa, está sendo investigado na Operação Faroeste por conta de um suposto esquema criminoso de venda de decisões judiciais onde o ex-secretário teria “papel central na garantia da impunidade”.

“A criminalidade de hoje é fruto dos 16 anos sob o julgo dessa quadrilha que se chama Partido dos Trabalhadores”, completou.

O pré-candidato a deputado federal ainda disse o que aconteceu hoje em Lauro de Freitas, onde criminosos assaltaram e espancaram uma idosa dentre de um restaurante, tem registros por todo o estado.

“As drogas estão tomando conta de todos os bairros da Região Metropolitana de Salvador, e o secretário abre a boca para defender a regulamentação. Um verdadeiro absurdo, Brincam de fazer Segurança Pública”.

Veja o vídeo do ocorrido:

Ao término do seu depoimento, Heckel defendeu a política armamentista proposta pelo presidente Jair Bolsonaro. Para o empresário, a legítima defesa precisa ser pregada na sociedade, salientando que as armas legalizadas não fazem parte de crimes como os que vem acontecendo na Bahia.

“Armas que o Bolsonaro liberou são armas que estão entregues nas mãos de pessoas de bem, que não tem antecedentes criminais. Essas pessoas compraram as armas legalmente, que são fiscalizadas pela Polícia Federal e pelo Exército. As armas que estão nas mãos dos traficantes e dos criminosos são armas que entraram ilegalmente no país do mesmo jeito que estão entrando as drogas”, pontuou.

Cidade Revistahttp://www.cidaderevista.com.br
Notícias e Parcerias? Chama no WhatsApp-> (71) 99900-3232
ARTIGOS RELACIONADOS
- Publicidade -

MAIS ACESSADOS

COMENTÁRIOS RECENTES