25.3 C
Salvador
sexta-feira, maio 27, 2022
InícioBrasilApós 1ª reunião, TSE quer que Telegram assine termo de adesão contra...

Após 1ª reunião, TSE quer que Telegram assine termo de adesão contra desinformação

Pela primeira vez, o representante do Telegram no Brasil, Alan Campos, se reuniu com os integrantes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O encontro foi para discutir formas de colaboração entre a plataforma e o TSE para as eleições de 2022. Na ocasião, foi apresentado o programa de enfrentamento à desinformação com o histórico de atuação do TSE contra as notícias falsas sobre o processo eleitoral.

O TSE enfatizou a preocupação com o problema da desinformação em relação ao processo eleitoral, especialmente com o objetivo de garantir a integridade democrática no Brasil. A reunião foi virtual e, ao final do encontro, o TSE enviou ao Telegram uma versão do termo de adesão ao programa de enfrentamento à desinformação. O objetivo desse programa é combater a disseminação de informações falsas, principalmente aquelas relacionadas ao pleito eleitoral.

O documento enviado ao Telegram é assinado pelo presidente da corte eleitoral, Edson Fachin. O ministro afirma que essas parcerias têm o objetivo de preservar a integridade do pleito nacional mediante a identificação e o tratamento de comportamentos inautênticos e práticas comunicativas realizadas com o descumprimento das balizas ditadas pelo ordenamento brasileiro. Alan Campos informou que vai levar a proposta do TSE aos executivos da plataforma. Campos frisou a importância desse canal de diálogo e parabenizou o trabalho do Tribunal no combate à desinformação, além de ter reforçado o compromisso do Telegram com o enfrentamento das notícias falsas.

Com informações da Jovem Pan

Cidade Revistahttp://www.cidaderevista.com.br
Notícias e Parcerias? Chama no WhatsApp-> (71) 99900-3232
ARTIGOS RELACIONADOS
- Publicidade -

MAIS ACESSADOS

COMENTÁRIOS RECENTES