26.5 C
Salvador
segunda-feira, novembro 29, 2021
Blessed Modas
InícioBrasilBahiaApós estudo apontar chance mínima de contaminação ao tocar superfícies, Heckel Pedreira...

Após estudo apontar chance mínima de contaminação ao tocar superfícies, Heckel Pedreira critica medidas no período eleitoral

De acordo com estudo realizado pela Fiocruz, o risco de contaminação por Covid-19 é de cinco a cada 10 mil vezes em casos que a pessoa toca uma superfície com presença do vírus, ou seja, menos de 1%.

A informação, divulgada na última semana por sites de todo Brasil e que foi realizado na cidade de Barreiras, oeste da Bahia, foi compartilhada por diversas personalidades que criticaram as medidas exageradas que o poder público estipulava, principalmente no período eleitoral, o que acabou trazendo prejuízo de votos para diversos candidatos.

O empresário Heckel Pedreira, que foi candidato à Prefeitura de Camaçari em 2020, foi um deles. Segundo Pedreira, ele foi impedido de realizar caminhadas e entregar materiais de campanha.

“Fui impedido de fazer uma campanha, pois o poder público tinha na cabeça que a pessoa não poderia tocar mais em nada que pegaria Covid-19. Instauraram um terror psicológico na sociedade para nada. Mas se formos olhar as fotos de campanha, o candidato que buscava a reeleição promovia um verdadeiro ‘carnaval’ por onde passava. Então, as medidas valiam para uns e para outros não. Agora, com este tudo comprovando que a infecção ao tocar superfícies é mínima, eles não aparecem para falar o verdadeiro motivo que inventaram tanta coisa”, disse o empresário.

O estudo compara duas possíveis situações de contágio: na primeira, um homem infectado com a Covid-19 entra em contato com uma pessoa saudável e conversa, negligenciando o uso de máscara e o distanciamento social. Após o contato, a pessoa é infectada com o vírus.

Na segunda situação, um homem infectado pega vários objetos, como celular, dinheiro e máquinas de cartão, por exemplo, e um homem saudável entra em contato com os mesmos objetos e acaba não sendo infectado.

“Concluímos que, até o momento, o meio ambiente e os materiais inanimados não tiveram um papel importante na transmissão da Covid-19 na cidade de Barreiras. Portanto, provavelmente, resultados semelhantes podem ser encontrados em outras cidades, principalmente aquelas com cenário epidemiológico Covid-19 semelhante ao da cidade de Barreiras”, diz a pesquisa.

Heckel Pedreira ainda trouxe em pauta uma nova análise do uso das máscaras. Para ele, é necessário repensar a obrigatoriedade da mesma em alguns ambientes. “Além disto, o uso das máscaras precisa ser repensado, pois a sua eficácia é questionada por vários estudos. Deixo claro que não questiono o seu uso, mas a forma e a sua necessidade em diversas situações, como por exemplo: Porque usar quando não há ninguém por perto? Porque usar em crianças, se estatísticas mostram que elas não são grupo de risco? Precisamos refletir sobre imposições sem fundamento, mas que nos priva da liberdade de escolha ou pior, de ir e vir”, completou.

Associação FelizCidade
ARTIGOS RELACIONADOS
- Publicidade -
Blessed Modas

MAIS ACESSADOS

COMENTÁRIOS RECENTES