29 C
Salvador
quarta-feira, dezembro 1, 2021
Anuncie aqui!
InícioBrasilBahiaBiblioteca de Extensão promove o acesso à leitura em comunidades de Salvador...

Biblioteca de Extensão promove o acesso à leitura em comunidades de Salvador e do estado da Bahia

Dando continuidade a série de textos sobre a Semana Nacional do Livro e da Biblioteca, a Fundação Pedro Calmon (FPC/SecultBa) destaca a Biblioteca de Extensão (Bibex). Criada em 1985, a unidade móvel foi criada para proporcionar ações descentralizadas, atuando em áreas de relevante densidade populacional urbana e periférica, garantindo aos cidadãos o acesso a todo tipo de informação, livro, arte e formas de expressões culturais.

Com uma programação voltada para o público infanto-juvenil, a Bibex é uma Biblioteca Pública integrada ao Sistema de Bibliotecas Públicas da Fundação Pedro Calmon (FPC/SecultBa). Com um acervo de mais 65 mil exemplares, ela atua estruturada em dois grandes serviços: na comunidade, através de espaços de leitura espalhados por Salvador e interior da Bahia; e com participação em eventos públicos vinculados à promoção da leitura através da Biblioteca Móvel.

De acordo com a diretora da Bibex, Rosemaura Conceição, “a Biblioteca Móvel é uma das maiores forças que o Estado tem de disseminar o livro e a leitura em todas as regiões da Bahia”. Ainda, de acordo com ela, a unidade é um espaço de acolhimento. “Não é simplesmente um ônibus, é um transformador social”, afirma.

Eventos Literários – Nos últimos três anos, a Bibex levou ações culturais às festas literárias do estado promovendo a democratização do acesso ao livro e a leitura. Ao todo foram 28 eventos literários com a participação da Biblioteca Móvel.

Eventos como a Festa Literária de Barreiras (FLIB), Festival Literário e Cultural de Feira de Santana, Feira Literária de Mucugê (FLIGÊ), Feira Literária de Andaraí (FLIAN), Festa Literária Internacional de Cachoeira (FLICA) e o Festival de Música e Poesia de Itaparica (FITA) tiveram em sua programação atividades realizadas pela Bibex.

“Para o público infantil, a Bibex tem uma ampla programação lúdica que engloba a mediação de leitura, contação de histórias, oficinas de teatro e arte, além de jogos de tabuleiros e apresentação de artistas convidados”, diz o supervisor de ações culturais e contador de histórias, Raí Santana.

Segundo Raí, “a presença da unidade móvel, com seu rico acervo, é o diferencial nos eventos literários. Leitura, educação, arte, conhecimento, solidariedade e comprometimento são armas que resultam o nosso trabalho”.

Serviços da Bibex – Ao longo dos anos, a Bibex fortaleceu sua finalidade de levar acervo bibliográfico a diferentes espaços com diversos projetos visando se aproximar de públicos distintos. O projeto Verão, criado em 2009, atua nos meses de janeiro e fevereiro com o objetivo alcançar o público que está em situações especiais em abrigos e instituições de acolhimento à criança. Já o projeto Lê Bairros, iniciado em 2008, consiste em levar leitura e atividades culturais a bairros de grande densidade populacional e carentes de bibliotecas, disponibilizando empréstimo de livros, jogos educativos, oficinas e entretenimento cultural.

O mais antigo dos projetos da unidade móvel é o Domingo na Praça. Criado em 2007, o projeto tem como finalidade atuar em praças e parques de grande circulação da cidade no intuito de ampliar o lazer comunitário aos domingos. Um projeto de grande destaque da Bibex são os Espaços de Leitura.

As unidades prisionais, Fundac, Terreiros, Centros Sociais Urbanos, Bibliotecas Comunitárias e Organizações não governamentais fazem parte deste projeto, que tem como objetivo descentralizar o acervo do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas e proporcionar o acesso à informação, facilitando e fortalecendo hábitos de leitura. Os espaços são instalados em instituições públicas ou privadas através da doação e organização do acervo, doação de mobiliário e alguns itens de ambiência.

Entre 2018 e 2020, foram aproximadamente 70 ações em 19 cidades da Bahia, em 12 territórios de identidade, com 30 mil pessoas impactadas.

Novos Caminhos – Já pensando nas atividades do próximo ano, Rosemaura Conceição programa ações nos bairros da capital baiana, com os projetos Lê Bairros e oficinas de leitura, como também em atividades nas cidades de Cachoeira, Governador Mangabeira, Maragogipe, Simões Filhos, Candeias, Santo Amaro, Saubara, São Francisco do Conde, Itaparica, Jaguaripe, Valença, Cairu e Caetité.

“Até final de 2023 realizaremos a requalificação de seis espaços de leitura da FUNDAC e de 21 espaços das Unidades Prisionais, além de um espaço de leitura no Ilê Axé Apó Afonjá”, indica.

Anuncie aqui no Cidade Revista
ARTIGOS RELACIONADOS
- Publicidade -
Blessed Modas

MAIS ACESSADOS

COMENTÁRIOS RECENTES