26.5 C
Salvador
segunda-feira, novembro 29, 2021
Blessed Modas
InícioBrasilBahiaCapitão Alden alfineta Rui Costa após anúncio de que governador cobrará passaporte...

Capitão Alden alfineta Rui Costa após anúncio de que governador cobrará passaporte da vacina para servidores

O deputado estadual Capitão Alden usou as redes sociais, nesta segunda-feira (1º) para alfinetar o governador Rui Costa que declarou que irá decretar exigir o comprovante de vacinação de Covid-19 aos servidores públicos e terceirizados que trabalham no Estado.

Alden, que já afirmou ser a favor da vacina, mas contra a obrigação da mesma, cobrou do governador a votação da sua proposição que pede o passaporte toxicológico. “O senhor poderia aproveitar e também colocar para votar o meu projeto de lei que torna obrigatório o passaporte toxicológico para servidores públicos (Executivo, Legislativo e Judiciário). Eles podem trabalhar drogados, mas não podem se não estiverem vacinados? Como assim?”, disse o deputado.

O parlamentar ainda acrescentou ao dizer que Rui Costa deveria se preocupar com outros temas que requerem do Estado mais urgência. “Será que a Bahia não necessita de atenção a temas mais importantes? Como anda a Segurança Pública, senhor governador? Ah! Já sabemos, a ‘Insegurança Pública’ continua Tamanho G”, completou.

Na tarde desta segunda-feira (1º), o Governo Federal publicou na edição do Diário Oficial da União (DOU), a Portaria MTP Nº 620, que dispõe entre outros itens em seu parágrafo 1 do seguinte conteúdo: “§ 1º Ao empregador é proibido, na contratação ou na manutenção do emprego do trabalhador, exigir quaisquer documentos discriminatórios ou obstativos para a contratação, especialmente comprovante de vacinação, certidão negativa de reclamatória trabalhista, teste, exame, perícia, laudo, atestado ou declaração relativos à esterilização ou a estado de gravidez”.

Capitão Alden é autor do projeto de Lei nº 24.007, que proíbe a administração pública de executar ações ou procedimentos que visem a vacinação compulsória na Bahia durante ou após a vigência de estado de emergência ou de calamidade pública.

Associação FelizCidade
ARTIGOS RELACIONADOS
- Publicidade -
Blessed Modas

MAIS ACESSADOS

COMENTÁRIOS RECENTES