23.6 C
Salvador
quarta-feira, agosto 17, 2022
InícioBrasilBahiaCapitão Alden cobra punição severa a anestesista e critica quem defende desencarceramento

Capitão Alden cobra punição severa a anestesista e critica quem defende desencarceramento

Comentando sobre o crime de estupro flagrante cometido pelo médico anestesista Giovanni Quintella em uma grávida no Rio de Janeiro, o deputado estadual Capitão Alden (PL) cobrou punição severa ao citado e criticou quem defende política de desencarceramento.

O caso de estupro ganhou repercussão nacional após o anestesista ser filmado abusando de uma grávida durante o parto cesariano. Enfermeiras do hospital estavam desconfiando do comportamento de Guilherme e resolveram esconder um celular para filmar toda a ação dele durante o parto.

Usando as redes sociais, Capitão Alden cobrou punição ao médico, inclusive indicando que a castração química poderia ser um método usado para estes casos de estupro. Alden também criticou quem defende a política de desencarceramento e manifestou repúdio a este caso.

“Se você defende desencarceramento e outros benefícios para presidiários, não se indigne com o caso do anestesista estuprador. A solução para estes marginais é simples: o medo. Medo de passar a vida toda na cadeia, da castração química, da justiça que entenda que lugar de criminoso é na cadeia”, disse.

Quintella está preso no presídio de Benfica, na Zona Norte do Rio, desde o início da tarde da última segunda-feira (11). O escritório de advocacia Novais anunciou, que representava o médico anteriormente, que não atua mais na defesa do médico anestesista por “não ter interesse em defender Quintella”.

Cidade Revistahttp://www.cidaderevista.com.br
Notícias e Parcerias? Chama no WhatsApp-> (71) 99900-3232
ARTIGOS RELACIONADOS
- Publicidade -

MAIS ACESSADOS

COMENTÁRIOS RECENTES