28 C
Salvador
domingo, agosto 7, 2022
InícioBrasilConsumo de bebidas funcionais cresce durante a pandemia

Consumo de bebidas funcionais cresce durante a pandemia

Pesquisa realizada pela Tetra Pak mostra que o consumidor, preocupado com a saúde e o bem-estar, aumentou o consumo de bebidas funcionais. Segundo o levantamento, 58% dos brasileiros entrevistados passaram a consumir produtos que reforçam o sistema imunológico, enquanto 39% desejam fazer isso. Outros 60% informaram que pretendem manter o volume de compra de produtos funcionais. O levantamento ouviu 2,3 mil brasileiros.

“Essa tendência por produtos mais funcionais vinha acontecendo, mas foi intensificada pelo cenário da covid, principalmente a busca por alimentos de imunidade”, explica Vivian Leite, diretora de marketing da Tetra Pak.

De acordo com a executiva, quando se trata de bebidas funcionais, o grande destaque é o suco, com 50% das respostas. Em seguida, aparecem os produtos lácteos fermentados com 37% das preferências e as bebidas lácteas com alto valor de proteína, vitaminas e/ou cálcio, com 31%.

Segundo os entrevistados, o produto ideal para elevar a imunidade deve ser enriquecido com vitaminas, frutas cítricas, mel, zinco e fibras. Além disso, deve ser livre de ingredientes artificiais e causar sensação de energia.

“O consumidor já tem uma noção boa do que pode trazer mais imunidade”, diz Vivian. No entanto, ela destaca que conseguir transmitir essas informações no rótulo do produto é o maior desafio. Durante a pesquisa, os respondentes informaram que clareza das informações é um dos pontos citados como essenciais em um produto ideal.

De acordo com Vivian, em 2021 a operação brasileira (segunda maior do grupo, atrás apenas da China) registrou recuperação de algumas categorias, vendendo mais embalagens para sucos e água de coco, que foram produtos muito afetados durante 2020. Leites, que tinham crescido fortemente durante o primeiro ano da pandemia, agora têm leve retração.

“Começamos a ver alguma queda, muito ligada à questão de preços, que subiram.” Dados internos e de consultorias apontam, porém, que os destaques são mesmo as bebidas das categorias não tradicionais. A projeção, de acordo com a executiva, é de que as vendas de bebidas vegetais e bebidas protéicas tenham crescido 9,8% e 15,7%, respectivamente, em 2021.

Segmento atrai concorrência

A marca de cafés em cápsula Nescafé Dolce Gusto, da Nestlé, também está de olho na crescente demanda deste segmento e está ampliando a oferta de bebidas funcionais, naturais e veganas. Hoje, do catálogo de 36 produtos, 25% têm essas características.

“Dos nossos projetos de inovação, 50% estão nessa linha. São grandes volumes? Não, mas crescem muito mais. Hoje é muito mais interessante trazer um chá funcional ou café com dupla cafeína”, diz Tiago Buischi, gerente executivo de marketing de Nescafé Dolce Gusto.

Recentemente, a empresa incluiu em seu portfólio as cápsulas Double Shot, com duas vezes mais cafeína, e chás funcionais da Nature Heart´s, como o ‘Zen Style’, que combina chá de camomila, maracujá e chá branco ou o ‘Power Tea’, de chá verde, abacaxi e gengibre.

De acordo com o executivo, chás funcionais e bebidas energéticas estavam entre os cinco produtos mais votados na pesquisa realizada pela empresa. “Ainda representa pouco das vendas, mas crescem três vezes mais do que os cafés comuns do portfólio.”

Para o primeiro semestre do ano, a marca está planejando o lançamento de dois novos sabores na linha de funcionais e naturais e estuda, para o futuro, opções de bebidas protéicas em cápsula para serem feitas nas máquinas da Dolce Gusto.

Cidade Revistahttp://www.cidaderevista.com.br
Notícias e Parcerias? Chama no WhatsApp-> (71) 99900-3232
ARTIGOS RELACIONADOS
- Publicidade -

MAIS ACESSADOS

COMENTÁRIOS RECENTES