24.5 C
Salvador
sábado, maio 28, 2022
InícioVariedadesEUA vai proibir qualquer novo investimento na Rússia

EUA vai proibir qualquer novo investimento na Rússia

Os Estados Unidos devem anunciar na quarta-feira, 6, novas sanções contra a Rússia em retaliação ao massacre registrado nos últimos dias na cidade de Bucha, na Ucrânia. Em coordenação com a União Europeia e o G7, eles vão proibir qualquer novo investimento em territórios russos.

Segundo uma pessoa próxima ao assunto, mais sanções vão ser impostas contra instituições financeiras, empresas públicas, funcionários do governo russo e seus familiares. Essas decisões deve danificar instrumentos-chaves do aparato estatal russo e causar danos econômicos imediatos e agudos”.

O informante também informou que a economia russa vai se contrair “15% ou mais” em 2022 devido ao efeito da guerra na Ucrânia e às sanções do Ocidente, uma recessão de uma gravidade sem precedentes que apagará “os avanços econômicos conquistados pela Rússia nos últimos 15 anos”.

Pela manhã, a União Europeia já havia se pronunciado sobre o assunto e disse que dentre as novas medidas que estão sendo discutidas está a interrupção da compra de petróleo e carvão da Rússia e o fechamento dos portos europeus para navios operados por russos. “Estamos trabalhando juntos, França e Alemanha, para definir este novo pacote (de sanções) que incluirá petróleo e carvão”, disse o ministro das Relações Exteriores da França, Jean-Yves Le DrianL, ao lado de sua homóloga anfitriã, Annalena Baerbock.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, falou que “é claramente necessário aumentar ainda mais a pressão” contra Moscou. Bruxelas também propõe aumentar as sanções bancárias existentes e proibir as exportações de materiais e componentes industriais cruciais para a Rússia, como semicondutores avançados, no valor de 10 bilhões de euros (US$ 11 bilhões).

Com informações da Jovem Pan

Cidade Revistahttp://www.cidaderevista.com.br
Notícias e Parcerias? Chama no WhatsApp-> (71) 99900-3232
ARTIGOS RELACIONADOS
- Publicidade -

MAIS ACESSADOS

COMENTÁRIOS RECENTES