segunda-feira, janeiro 17, 2022
InícioBrasilBahiaGovernados por petistas, Bahia e Rio Grande do Norte estão entre os...

Governados por petistas, Bahia e Rio Grande do Norte estão entre os piores PIBs do Brasil

Os governadores da Bahia e do Rio Grande do Norte, Rui Costa e Fátima Bezerra, ambos do PT, estão juntos em mais uma lista nada agradável aos seus respectivos mandatos como chefes do Poder Executivo Estadual de suas localidades.

Após serem indiciados na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, pelo o escândalo dos respiradores, Rui e Fátima agora amargam os “títulos” de piores Produtos Interno Bruto (PIB) do país.

Segundo uma projeção da Tendências Consultoria, divulgada pelo Valor Econômico, a Bahia tem um crescimento de 1,4%, enquanto o Rio Grande do Norte aparece com 1,2%. Estes são o terceiro e segundo piores resultados entre os estados brasileiros em 2021, à frente apenas da Paraíba (1%).

De acordo com as projeções do instituto, o estado com melhor crescimento do PIB no Brasil foi o Rio Grande do Sul, com 8%. Na região Nordeste, Pernambuco liderou com 5,2%.

O PIB mede apenas os bens e serviços finais para evitar dupla contagem. Se um país produz R$ 100 de trigo, R$ 200 de farinha de trigo e R$ 300 de pão, por exemplo, seu PIB será de R$ 300, pois os valores da farinha e do trigo já estão embutidos no valor do pão.

Os bens e serviços finais que compõem o PIB são medidos no preço em que chegam ao consumidor. Dessa forma, levam em consideração também os impostos sobre os produtos comercializados.

O PIB não é o total da riqueza existente em um país. Esse é um equívoco muito comum, pois dá a sensação de que o PIB seria um estoque de valor que existe na economia, como uma espécie de tesouro nacional.

Na realidade, o PIB é um indicador de fluxo de novos bens e serviços finais produzidos durante um período. Se um país não produzir nada em um ano, o seu PIB será nulo.

ARTIGOS RELACIONADOS
- Publicidade -

MAIS ACESSADOS

COMENTÁRIOS RECENTES