quinta-feira, janeiro 27, 2022
InícioBrasilLei Rouanet pode ter teto de R$ 3.000 para cachês, 93% a...

Lei Rouanet pode ter teto de R$ 3.000 para cachês, 93% a menos do que limite atual

Após anunciar que pretendia reduzir em 50% o teto de captação de projetos culturais via Lei Rouanet, o secretário de Fomento e Incentivo Cultural da Secretaria Especial da Cultura, André Porciuncula, afirmou na sexta-feira (8) no Twitter que pretende também estabelecer um limite de R$ 3.000 para os cachês artísticos pagos com recursos da lei.

Segundo o secretário, o teto representa “um valor excelente para artistas em início de carreira”. “Todos os salários serão tabelados a preço normal. Não haverá exceções para celebridades”, ele disse na postagem.

Segundo uma instrução normativa vigente desde 2019, o limite do valor de cachês artísticos pagos com recursos da lei é de R$ 45 mil para artista ou modelo solo por apresentação –o valor passa para R$ 90 mil no caso de grupos artísticos, à exceção de orquestras. Caso o novo teto anunciado por Porciuncula seja oficializado, o limite máximo dessa remuneração cairia em 93%.

A atriz Regina Duarte, que ocupou a chefia da Secretária da Cultura entre janeiro e maio de 2020, comentou o anúncio feito pelo secretário. Em uma postagem no Instagram, ela afirmou se tratar de “uma novidade importante para o setor cultural brasileiro”.

Em vídeo gravado quando deixava o hospital em que estava internado devido a uma obstrução intestinal, o presidente Jair Bolsonaro já havia comemorado de modo genérico o anúncio de cortes na Lei Rouanet.

Na ocasião, ele afirmou que artistas como a cantora Ivete Sangalo e o ator José de Abreu estariam chateados porque o seu governo “acabou a teta gorda” da Lei Rouanet ao estabelecer um teto de captação de R$ 1 milhão para os projetos inscritos.

ARTIGOS RELACIONADOS
- Publicidade -

MAIS ACESSADOS

COMENTÁRIOS RECENTES