29 C
Salvador
domingo, maio 22, 2022
InícioVariedadesMais de 100 mil pessoas morreram de overdose nos EUA em 2021

Mais de 100 mil pessoas morreram de overdose nos EUA em 2021

O Centro Nacional de Estatísticas de Saúde dos Estados Unidos divulgou nesta quarta-feira, 11, dados mostrando que mais de 100 mil pessoas morreram de overdose nos EUA em 2021, quando a pandemia da Covid-19 agravou uma crise impulsionada pelo fentanil e pelo acesso on-line a medicamentos falsificados. Ao todo, foram 107.622 vítimas. Esse número representa um aumento de 15% em relação ao registrado em 2020, de 93.655 óbitos. Para especialistas, as pessoas com transtornos por uso de substâncias foram muito atingidas pelas alterações em seu dia a dia causados pela crise sanitária.

O fentanil, um opioide sintético desenvolvido para tratar sintomas de dor crônica, foi de longe o maior culpado, responsável por 71.238 mortes. Depois dele, vêm as metanfetaminas cristais (metanfetamina), a cocaína e os opioides naturais (como heroína e morfina). Os números da pesquisa de 2020 mostraram que, entre as 41,1 milhões de pessoas que precisavam de tratamento por transtornos relacionados com o uso de substâncias, apenas 2,7 milhões (6,5%) receberam ajuda em um centro especializado.

Em abril passado, o governo de Joe Biden anunciou uma estratégia nacional de controle de drogas para enfrentar a crise por dependências não tratadas e o tráfico de drogas e atualmente ele está tentando expandir o acesso a tratamentos que podem salvar vidas, como medicamentos à base de naloxona, testes reagentes de drogas e programas de fornecimento de seringas. Também foi solicitado um aumento no orçamento para as agências antidrogas e de controle de fronteiras para conter o fluxo de drogas ilegais no país.

Com informações da Jovem Pan

Cidade Revistahttp://www.cidaderevista.com.br
Notícias e Parcerias? Chama no WhatsApp-> (71) 99900-3232
ARTIGOS RELACIONADOS
- Publicidade -

MAIS ACESSADOS

COMENTÁRIOS RECENTES