28 C
Salvador
quarta-feira, dezembro 1, 2021
Anuncie aqui!
InícioBrasilBahiaNo Rio Grande do Norte, Capitão Alden acompanha andamentos da CPI e...

No Rio Grande do Norte, Capitão Alden acompanha andamentos da CPI e cobra resposta sobre os respiradores

Em viagem oficial ao Rio Grande do Norte para acompanhar o andamento da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 no estado, o deputado estadual Capitão Alden, nesta quinta-feira (4), enfatizou que está indo atrás de respostas para as irregularidades de contratos envolvendo o Consórcio Nordeste, principalmente o que tange a compra de respiradores que nunca chegaram.

No dia de hoje está previsto o comparecimento de Bruno Dauster, o ex-chefe da Casa Civil do governador Rui Costa, que, apesar de confirmar a presença, deve fazer o uso do direito de permanecer em silêncio.

“Como fez o Carlos Gabas, Dauster também deve permanecer em silêncio. Ele conseguiu uma autorização da Justiça para ficar em silêncio, através de um Habeas Corpus preventivo”, disse Alden em comentário na Brado Rádio nesta manhã.

O parlamentar ressaltou que precisou sair da Bahia para buscar informações sobre as irregularidades envolvendo o Consórcio, a exemplo dos quase R$49 milhões que não foram devolvidos pela empresa Hempcare aos cofres públicos pela compra malsucedida de respiradores e insumos para o tratamento de pessoas que apresentaram sintomas mais graves da Covid-19.

“Precisamos de respostas, precisamos de informações. Precisei sair do meu estado para obter essas respostas. As autoridades baianas não se pronunciam, parte da imprensa não fala sobre. Desde o início da pandemia tenho solicitado uma série de ações por parte de autoridades, a exemplo do secretário de Segurança Pública, solicitando informações da Operação Ragnarok, que ouviu pessoas envolvidas por este possível esquema, inclusive pessoas ligadas a empresa Hempcare, contratada para a aquisição dos respiradores”, relatou o deputado.

Capitão Alden voltou a lembrar que desde o início da pandemia tem buscado cumprir o seu papel como fiscalizador. À época, o deputado quis criar uma comissão parlamentar mista para tratar sobre ações de combate à pandemia, inclusive ajudando a indicar medidas ao governador no momento.

“Quando foi decretado o estado de calamidade na Bahia, fui um dos primeiros parlamentares a solicitar a criação de uma comissão parlamentar mista, composta não só por parlamentares da Alba, mas também por vereadores de Salvador, representantes do Ministério Público e do Tribunal de Contas do Estado da Bahia”, acrescentou.

O parlamentar ainda enfatizou que irá esperar o resultado final da CPI do Rio Grande do Norte para ingressar com um novo pedido de instauração de Comissão Parlamentar de Inquérito na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba).

“Tenho certeza que os deputados baianos estão atentos aos andamentos da CPI. O estado é referência no legislativo e seguirá o brilhante trabalho que os deputados do Rio Grande do Norte estão fazendo. A sociedade precisa de uma resposta”, pontuou.

Anuncie aqui no Cidade Revista
ARTIGOS RELACIONADOS
- Publicidade -
Blessed Modas

MAIS ACESSADOS

COMENTÁRIOS RECENTES