26.5 C
Salvador
segunda-feira, novembro 29, 2021
Blessed Modas
InícioBrasilBahiaPresidente da Alba em exercício, Paulo Rangel promulga leis que ampliam direito...

Presidente da Alba em exercício, Paulo Rangel promulga leis que ampliam direito das mulheres

O presidente em exercício da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), deputado Paulo Rangel (PT), promulgou três leis que versam sobre direito das mulheres e outras 13 proposições de utilidade pública, aprovadas pelo plenário da Casa no final do mês de setembro. Publicadas no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (29), na seção de atos oficiais do Poder Legislativo, as leis são oriundas de projetos de iniciativa de deputadas estaduais.

A Lei nº 14.363 assegura à lactante o direito de amamentação em quaisquer locais no interior dos estabelecimentos comerciais, prédios públicos e afins, localizados na Bahia, mesmo que disponham de áreas específicas para tal finalidade, as quais deverão ser salubres e seguras. O texto também determina que sejam aplicadas “sanções administrativas, civis e penais vigentes, assegurado a todos o contraditório e ampla defesa” a quem abordar a lactante para constrangê-la, a fim de inibir a amamentação. O PL que gerou a lei é o de nº 21.441/2015, da deputada Ivana Bastos (PSD).

A fibromialgia – uma doença mais frequente em mulheres, caracterizada por dor crônica em vários pontos do corpo, especialmente nos tendões e nas articulações – é o objeto da Lei nº 14.364, que institui, no calendário oficial de eventos do Estado da Bahia, o Dia da Fibromialgia, a ser lembrado, anualmente, em 12 de maio. Em seu Artigo 3º, a legislação indica que a Secretaria Estadual de Saúde poderá elaborar campanhas, seminários e afins, com intuito de fomentar debates e informações sobre a fibromialgia. A deputada Maria del Carmen (PT) foi a autora do PL (nº 23.718/2019) que originou a lei.

Já a Lei nº 14.365 – cuja proposta original, o PL nº 24.107/2021, foi uma iniciativa da deputada Olívia Santana (PC do B) – inclui, na Política Estadual da Saúde da Mulher, capítulo voltado para a conscientização e combate à pobreza menstrual da mulher e da adolescente, com garantia da distribuição gratuita de absorventes higiênicos nas Unidades Básicas de Saúde, Escolas Públicas Estaduais e Unidades Prisionais e de Ressocialização de mulheres e adolescentes do Estado da Bahia. A lei prevê as Secretarias estaduais de Políticas para as Mulheres, Educação, Saúde e de Administração Penitenciária e Ressocialização podem firmar parcerias com outros órgãos da administração pública ou de instituições privadas para articular mecanismos para a arrecadação e distribuição de absorventes higiênicos nas referidas instituições.

Associação FelizCidade
ARTIGOS RELACIONADOS
- Publicidade -
Blessed Modas

MAIS ACESSADOS

COMENTÁRIOS RECENTES