segunda-feira, janeiro 17, 2022
InícioBrasilVarejo a granel pode se tornar um novo concorrente para o setor...

Varejo a granel pode se tornar um novo concorrente para o setor supermercadista

O avanço da inflação e o isolamento social, por conta da pandemia, que levou o consumidor a descobrir novos hábitos alimentares, podem estar contribuindo para a volta de um velho hábito do consumidor brasileiro: o varejo a granel. A venda fracionada de farinhas, sementes, frutas secas, grãos, condimentos e chás, dentre outros produtos, que antes estava concentrado nos corredores do Mercado Central de Belo Horizonte, agora vem ganhando espaço em vários bairros da cidade.

De acordo com a analista do Sebrae-MG Laurana Vianna, há uma percepção de crescimento desse tipo de comércio. “É uma tendência que voltou com tudo no mundo fitness, com alimentos fracionados e naturais, por vários motivos. Os mais fortes são o preço e o consumo consciente. Como o perfil do mercado fitness é de famílias com duas a três pessoas, o consumo é menor. Comprando a granel, tem-se uma variedade maior de produtos a um preço menos, pois não há perda da data de validade e nem desperdício”, explica.

Um mostra de que o setor está em alta é a expansão da rede Sr. A Granel durante a pandemia. Considerada pioneira fora do circuito de mercados e feiras, a primeira loja abriu as portas no Savassi, em 2016. Hoje, são sete unidades na capital, sendo que três foram inauguradas no ano passado.

A rede tem planos de expansão para Pampulha, Cidade Nova e Floresta. Atualmente, conta com um mix de 850 mil produtos e 14 lojas no interior do Estado.

ARTIGOS RELACIONADOS
- Publicidade -

MAIS ACESSADOS

COMENTÁRIOS RECENTES